Perecível ao tempo

Posts Tagged ‘Machado

Posted on: 21/07/2012

São spoilers da literatura brasileira.

NÃO LEIA!

Ou leia e tente adivinhar de quais histórias são.

 

Separada de Bentinho, Capitu “morre bonita” na Suíça.

Brás Cubas não teve filhos. E morre (coisa que é um falso spoiler, a bem da verdade).

Preso, Major Quaresma perde. Tudo.

GH come a barata. E adora­­ – – – – –

Fabiano atira em Baleia e vai para o sul.

Vestida de dançarina oriental, Ana é morta pelo pai.

Ana Clara morre, Lia se exila e Lorena volta pra casa.

O diabo não existe, existe o “homem humano”.

Baltasar desaparece num balão, mas Blimunda o vê queimando numa fogueira.

Gabriela e Nacib ficam juntos.

Bertoleza rasga o próprio ventre.

Com vento a favor, tudo dá certo para os portugueses.

Madalena escreve uma carta e toma veneno. Todos dormem – menos Paulo Honório.

“Seguiu-se a morte de D. Maria, a do Leonardo-Pataca, e uma enfiada de acontecimentos tristes que pouparemos aos leitores, fazendo aqui ponto-final.”

 

Reconheci #8.

P.S.: Os spoilers saíram daqui: Não me culpem pelo aspecto sinistro

 

Anúncios

Sempre fui contra a obrigatoriedade da leitura dos clássicos. Para mim, essa deve ser uma atividade prazerosa, e obrigar um garoto de 13 anos a ler um livro do século XIX vai contra esta ideia.

Batia o pé defendendo essa postura, mas tive que repensar isso tudo ao conhecer Machado de Assis.

Já tinha tentado superar Machado com 12 anos, não suportei.

Acostumada a ler livros para o público infanto-juvenil, o fundador da ABL e sua literatura pareceram um suplício para mim.

Anooooos mais tarde, determinada a passar no vestibular de uma universidade pública, vi que a história de Bentinho e Capitu constava na lista de livros a serem lidos.

Encarei o volume e quando percebi estava devorando-o!

Machadão não apenas me surpreendeu, como me envolveu na trama.

RESULTADO: Adorei ter descoberto esse grande escritor. E agora olho com muito mais carinho as listas de livros obrigatórios, e enxergo nessas listas a oportunidade de conhecer ou me forçar a ler livros que eu não leria.

A gente nunca sabe onde vai encontrar o escritor da nossa vida, né!?


Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: