Perecível ao tempo

Só amor, por favor

Posted on: 25/10/2012

Dessa vez, sem jogos, sem paranoias, sem provocações. Só amor, por favor. Quero o mais simples que você tiver, um que não precise de manual de instruções, nem passo a passo. Um que seja fácil de obter sorrisos e palavras de carinho. Daqueles em que se esquece da hora do almoço e se come às duas, três da tarde. Aqueles que fazem a gente se perder em um olhar. Um que mesmo depois de acabado, faça restar a amizade, a confiança, o companheirismo. Dessa vez, sem subterfúgios, sem precisar mentir e dizer pro outro que tem mil compromissos. Me vê um amor sincero, desses que fazem sentir saudade, suspirar perdões, esbravejar palavras de incentivo. Que queira cuidar de mim, e por mim ser  cuidado. Um que me faça perder a noção de tudo, mas que me aproxime mais de mim mesma. Um amor sem guias, mapas ou bulas. Só amor, por favor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: