Perecível ao tempo

Sobre os clássicos

Posted on: 11/10/2011

Sempre fui contra a obrigatoriedade da leitura dos clássicos. Para mim, essa deve ser uma atividade prazerosa, e obrigar um garoto de 13 anos a ler um livro do século XIX vai contra esta ideia.

Batia o pé defendendo essa postura, mas tive que repensar isso tudo ao conhecer Machado de Assis.

Já tinha tentado superar Machado com 12 anos, não suportei.

Acostumada a ler livros para o público infanto-juvenil, o fundador da ABL e sua literatura pareceram um suplício para mim.

Anooooos mais tarde, determinada a passar no vestibular de uma universidade pública, vi que a história de Bentinho e Capitu constava na lista de livros a serem lidos.

Encarei o volume e quando percebi estava devorando-o!

Machadão não apenas me surpreendeu, como me envolveu na trama.

RESULTADO: Adorei ter descoberto esse grande escritor. E agora olho com muito mais carinho as listas de livros obrigatórios, e enxergo nessas listas a oportunidade de conhecer ou me forçar a ler livros que eu não leria.

A gente nunca sabe onde vai encontrar o escritor da nossa vida, né!?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: